31 outubro 2005

Quem vai montar redes metropolitanas de rede sem fio?

Esta é uma pergunta interessante, e provavelmente você responderia que seria ou uma operadora de celular oferecendo dados ou um provedor de Internet que deseja usar outra tecnologia de acesso.

E como fazer esta implementação? Provavelmente usando tecnologia Mesh que permite distribuição de sinal com pouco cabeamento ou usando a tecnologia do WiMax.

Entretanto a empresa que hoje possui a maior vantagem competitiva para isso são as operadoras de TV a Cabo.

Para elas, bastaria colocar gateways entre o cabo (por DOCSIS) e WiFi e espalhar nos postes em que já colocam os equipamentos de distribuição de sinal de vídeo.

2 comentários:

michel lent disse...

Fábio, será mesmo que as operadoras de cabo é que vão se ocupar desta tarefa? Mesmo falando em hotspots para acesso wireless, ainda é necessário construir muita malha com fibra e isso tem custo altíssimo. As operadoras de cabo andam muito devagar em regiões onde não estão presentes.

A infra-estrutura que já está presente em praticamente todos os lugares (tirando alguns lugares no interior) é a rede elétrica. Eu apostaria neles.

Fabio Ferrari disse...

É verdade que a penetração da TV a Cabo no Brasil é baixa em termos de Brasil, mas hoje a NET já está presente com Virtua em grande parte dos grandes aglomeramentos urbanos.

Exatamente nestes lugares é que as redes metropolitanas fazem sentido por possuirem densidade de usuários que justificam o investimento.

A cobertura de uma rede WiFi não seria obviamente sobre uma cidade inteira, mas apenas nas regiões centrais.

Agora, quanto a tecnologia PLC (rede elétrica) para broadband eu acredito que será mais um concorrente ao ADSL das Teles, oferecendo uma capilaridade maior e menor custo de implantação pela economia de escopo.